5 considerações sobre ter deixado a pílula

deixar-de-toma-a-pilula-lollytasteblog

Confesso que pensei um bom bocado antes de me decidir a escrever este post, porque não quero de todo que pensem que vou incentivar ou não uso da pílula. Na minha opinião cada mulher faz o que bem lhe apetece e não deixa de ser menos mulher porque escolhe tomá-la.

Eu não sou uma pessoa extremista, nunca fui e com o passar dos anos sinto que estou cada vez mais disposta a ouvir todos os pontos de vista, até porque eu própria já tomei decisões que na altura me faziam sentido e passado uns anos percebi que essas decisões já não me serviam (assim de repente lembro-me de há 3 anos ter escrito um post a dizer que tinha deixado o ginásio para praticar Crossfit e agora deixei o Crossfit).

Portanto acima de tudo, aquilo que eu acho num assunto tão delicado como a pílula, onde hoje em dia todas as pessoas parecem ter opinião é que tem de ser a própria mulher a decidir por si, e se por ventura decidir parar e passado um tempo voltar está tudo certo, o corpo é dela, a decisão é dela, ok?

Posto isto, este post chega no exacto mês em que faço 1 ano sem tomar a pílula e apesar de já ter pensado em escrevê-lo antes, achei por bem dar este tempo para poder partilhar com vocês o impacto que este decisão teve em mim e por isso trouxe-vos 5 considerações sobre esta experiência.

1 – Deixei de tomar a pílula porque sim

Não houve uma razão específica para ter deixado a pílula. Já era um assunto que andava na minha cabeça desde 2017 e no qual conversei muito com a minha ginecologista. Comecei a tomar a pílula aos 17 e a verdade é que não tenho nenhuma história de terror com ela, sempre me dei bem, por isso aquilo que eu pensei ao início foi em fazer uma pausa, porque tomava a pílula há 16 anos e queria fazer uma pequena paragem. A ideia nunca foi parar definitivamente no entanto acabei por o fazer pela razão que vem a seguir.

 

2– Estive 8 meses sem menstruar depois de parar a pílula

Isso mesmo, foram 8 meses até ter a menstruação. Confesso que ao início achei normal, afinal de contas eu lembrava-me que antes de tomar a pílula sempre tive ciclos muito irregulares por isso achei natural. Fui de férias em Setembro super tranquila e decidi que se em Outubro não voltasse iria ao médico e foi o que fiz. Fiz análises e ecografia e estava realmente tudo bem cá dentro, os meus ovários estavam simplesmente mais preguiçosos, então na altura foi-me receitado um medicamento chamado Provera para estimular os ovários. Tomei o Provera mas tive muitos efeitos secundários e passei mal, depois de o terminar a menstruação veio nesse mês e não voltou a vir e eu decidi que não ia tomar mais medicamento nenhum e ela havia de aparecer quando quisesse.

 

3– Ao final de 8 meses ela regressou com dores muito agudas

Confesso que quando apareceu de forma natural senti-me uma miúda, bem feliz de ver que o meu corpo estava a funcionar sozinho e sem ajuda, mas os primeiros meses foram terríveis com muitas dores e os ciclos eram enormes. A verdade é que as dores foram uma das razões porque eu comecei a tomar a pílula em miúda e terem voltado com esta intensidade deram-me vontade de voltar a tomar, mas decidi que não o ia fazer e com algumas dicas que me deram no Instagram  – prometo que vou fazer um post com elas –  as dores melhoraram muito e os meus ciclos estão com uma duração normal.

 

4– A minha pele voltou a ser de adolescente de 16 anos e ficou mais sensível ao açúcar

Ora se uma das razões para começar a tomar a pílula eram as dores a outra era ter muitas borbulhas na testa. Imaginem uma miúda sem borbulhas na zona das bochechas mas com toda uma cidade de erupções cutâneas concentradas na testa, era eu e por causa disso chamavam-me cratera. Para além disso tinha borbulhas gigantes e muito dolorosas nas costas, e por isso na altura a médica recomendou-me a pílula. Ora quando deixei de tomar assim o sintoma mais imediato que tive logo ao final de um mês, foi o excesso de oleosidade na testa e o aparecimento de muitas borbulhas nesta zona e nas costas, exactamente os mesmos locais onde tinha quando era adolescente.

Passei a dar especial atenção a estas zonas do meu corpo com máscaras naturais para me ajudarem, e hoje em dia o que acontece é que 1 semana e meia antes de me aparecer a menstruação fico com pele de adolescente.

Outra coisa que passou a acontecer é que se abusar muito no açúcar a minha pele ressente-se e fico carregada de borbulhas esteja perto da menstruação ou não. Aconteceu-me agora, tive um mês de Junho onde consumi demasiado açúcar e ainda estou a lidar com uma testa rebelde, no entanto também noto que ao ter uma alimentação mais saudável sinto logo os efeitos exactamente na pele.

 

5 – A minha retenção de líquidos baixou imenso e diminuí a massa gorda

Pensei seriamente se punha isto aqui ou não, porque tenho medo que ao lerem isto achem que é solução para perda de peso e tomem decisões só baseadas nisso, mas eu vou confiar que tenho leitoras conscientes e que sabem que para perder peso é preciso uma alimentação equilibrada e exercício ok? Até porque isto que me aconteceu não é chapa cinco para todos e há relatos de mulheres que deixam de tomar a pílula e engordam por isso não decidam se vão ou não deixar a pílula por esta questão.

Mas pronto, assim sem grandes coisas isto aconteceu, a retenção de líquidos foi uma coisa que notei logo no primeiro mês, a minha pele na zona das coxas ficou muito mais lisa e a massa gorda com o passar dos meses baixou um pouco. E porque é que eu identifico como resultado de ter deixado de tomar a pílula? Porque eu não mudei a minha alimentação nem mudei o meu treino, continuei a comer de forma saudável e equilibrada, estive até parada de treinar entre Setembro e Dezembro por me ter magoado na cervical e isto aconteceu. No entanto reforço que não foi este o motivo para ter deixado de tomar.

 

E pronto, ao final de 1 ano sem tomar a pílula sinto-me bem – relembrando que também me sentia quando tomava – simplesmente agora neste momento faz-me sentido estar assim.  Tenho procurado conhecer mais os meus ciclos e acho engraçado os sinais que o meu corpo me dá consoante a fase em que estou.  Mas não vos digo que nunca mais tomarei a pílula, para já estou bem sem qualquer tipo de hormonas mas não sei o meu dia de amanhã.

E vocês qual a vossa experiência? Tomam? Estão a pensar deixar? Contem-me tudo.

 

Sugestão
Tu vales muito mais do que pensas

RELATED POSTS

12 Comments

  1. Responder

    Ana Castro

    Julho 10, 2019

    Olá Vânia. Esse é um assunto que tenho pensado muito porque também já tomo há uns 12/13 anos… e acho que já era altura para fazer uma pausa e também para perceber a reação do corpo. Contudo tenho medo de deixar de menstruar.. obrigada pelo post.

    • Responder

      vânia duarte

      Julho 23, 2019

      Deixar de menstruar pode acontecer ou não, conheço pessoas a quem isto não aconteceu. Deves em primeiro lugar aconselhar-te com o teu médico sobre todo o processo e se eventualmente deixares de menstruar fazes exames para perceber se está tudo bem 🙂

  2. Responder

    Catarina Coelho

    Julho 10, 2019

    Alô Vânia!
    Gostei muito deste post. Acho que é importante se falar disto sem ter medo de estar a passar a mensagem errada. Estás a relatar o que te aconteceu e isso, ainda que tivesse acontecido só contigo, continua a ser válido de partilha! Acontece que… eu me identifico em TUDO. Deixei a pílula em Novembro de 2016 e nunca mais voltei. Tomava desde os 15 anos e achei que já era muito tempo (11 anos)… apesar de alguns médicos dizerem que não influencia em nada a possibilidade de engravidar, eu achei que já eram anos a mais e decidi parar mesmo não sendo para engravidar. Tive 3 meses sem menstruar e depois disso comecei a ter ciclos mais longos (alguns de quase 40 dias) mas a pouco e pouco comecei a ter ciclos mais pequenos. Senti imensa diferença na pele, sim, mas regularizou ao longo do tempo e agora é como dizes: na semana anterior ao período aparecem-me umas borbulhas mas tudo ok… As costas continuam mais oleosas mas nada que me ponha os nervos em franja 🙂 O pior de tudo foram as dores… nunca tinha sofrido com isso e comecei a perceber o que era querer ficar em casa naquele primeiro dia da menstruação… felizmente já percebi que se intensificar o exercício físico na semana anterior consigo não ter dores! Comecei a notar isto quando, por acaso, fiz duas viagens separadas em que andei imenso e que calharam ambas antes de menstruar e esses foram os primeiros meses em que não tive dores insuportáveis! Agora tento ter em atenção isto, mas caso tenha as dores tento aplicar muito quente nas costas que é onde normalmente me dói mais ou tomo 1 comprimido apenas e é suficiente para mim! Fiquei curiosa para saber que dicas tens a dar sobre isto pois gostava de ter truques mais naturais também 🙂 o melhor de tudo? O meu fluxo reduziu bastante bem como a duração da menstruação… Sei que na maior parte das pessoas isto acontece ao contrário mas comigo foi assim! Bem, já vai numa longa partilha mas isto para dizer que… quem sentir uma mínima curiosidade, eu aconselho a experimentar 🙂 Se as mudanças forem insuportáveis, é como dizes, não há problema nenhum em voltar a tomar! A decisão é de cada uma 🙂

    • Responder

      vânia duarte

      Julho 23, 2019

      Tal o e qual, o bom disto é que nós podemos sempre voltar atrás e não há absolutamente mal nenhum em fazê-lo, não somos menos mulheres por decidirmos continuar a pilula ou retomá-la se fizer sentido. Engraçado que comigo quando estou menstruada não consigo mesmo praticar exercício e não é tanto por ter dores mas é mesmo a minha energia que fica muito mais baixa e eu prefiro estar mais recolhida 🙂 obrigada pela tua partilha.

  3. Responder

    Diana

    Julho 10, 2019

    Verdade seja dita é isso ninguém pode negar a pílula eu veneno para o organismo. E tira a libido. Quanto a isto é ponto acente, depois cada uma tem os seus sintomas. Eu também larguei agora a pílula vou quase no segundo mês sem ela.
    Se não for demasiada intromissão, o que usas como contracepção? Eu descobri o método FAM e parece-me bastante interessante, se bem que, um pouco confuso. Conheces?

    • Responder

      vânia duarte

      Julho 23, 2019

      Não conheço esse método, tenho optado pelo preservativo 🙂

  4. Responder

    Beatriz Ribeiro

    Julho 11, 2019

    Que engraçado teres perdido massa gorda, comigo senti que foi exactamente o contrário loool Quando tentei deixar a pílula, a minha anca alargou imensooo. Aumentei um número de calças e sinto-me bem mais voluptuosa do que estava. De facto, cada mulher é diferente 🙂

    • Responder

      vânia duarte

      Julho 23, 2019

      Somos mesmo todas diferentes, por isso acho importante explicar que deixar a pilula não pode ser porque se quer emagrecer porque em algumas mulheres pode ter o efeito contrário 🙂

  5. Responder

    Márcia

    Julho 17, 2019

    Olá Vânia!
    Engraçado este post, há três anos tinha ideia em deixar de tomar a pílula e pensei no aparelho, falei com o ginecologista e não achou necessidade de o colocar, ele para mim… são 5 anos… não pensa em engravidar de novo?! (tinha na altura um menino de 8 anos) lá lhe disse que não estava fora de hipotese, mas que para já que não… entretanto tive “um susto” tive de fazer colposcopia e cicatrização. deixei de tomara pilula e o ano passado tive um bébé!
    Está quase a fazer um ano, ainda amamento e tomo a pilula de amamentar!
    Já voltou a menstruação que tem durado 15 dias por vezes.
    Neste momento a pensar entratanto o que irei fazer?! continuar com pílula?! Implante?! Aparelho?! Nada?! estou na incerteza.
    Grata pelos teus posts.
    Beijinhos
    Márcia

    • Responder

      vânia duarte

      Julho 23, 2019

      Procura aconselhar-te com o teu ginecologista, sei que há pessoas que deixaram a pilula e passaram para o adesivo que tem menos hormonas e estão a dar-se bem 🙂

  6. Responder

    Carolayne Ramos

    Agosto 6, 2019

    Nunca tomei a pílula e sempre tive a ideia de que o faria, assim que começasse a namorar. Nunca namorei, no entanto, mas com a quantidade de informações que tenho vindo a arrecadar acerca deste assunto, cheguei à conclusão de que, a não ser que seja mesmo urgente fazer uso deste medicamento, farei por controlar o meu corpo através dos sinais que ele envia e que eu tão bem conheço, por sempre ter sido um processo natural! Respeito quem o toma, afinal, apenas nós conhecemos as nossas necessidades, contudo, quando me surgem com estas questões, a minha opinião não difere: se o nosso corpo já tem hormonas e, através de uma boa alimentação, prática de exercícios, em conjunto com o treino mental e espiritual, medicina alternativa e mais natural, conseguimos ter acesso à libertação de dopaminas, serotoninas, etc., para quê ir pelo caminho mais fácil, sem antes nos conhecermos profundamente? É como tudo: depende do nosso reportório, da nossas exigências e necessidades. No final do dia, é a nossa vida e as nossas decisões! 😀

    • Responder

      vânia duarte

      Setembro 1, 2019

      tal e qual 🙂 eu não demonizo a pilula, acho que veio ajudar muito na emancipação feminina, e não ponho de lado voltar a tomar se me fizer sentido. Acima de tudo acho mesmo que temos de nos ouvir e perceber o que é melhor para nós em cada fase 🙂

LEAVE A COMMENT

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.