Esta coisa de mudar sem razão

mudar-lollytasteblog

Passei muitos anos da minha vida à espera de um motivo para mudar. Desejava que viesse o dia 1 de Janeiro para colocar em prática todas as resoluções que prometia na noite anterior. Desejava que aquele novo ano fosse o tal, onde a minha mudança física se dava e eu ficava oficialmente feliz. Desejei isto, ano após ano durante demasiado tempo. E nunca mudei.

Mudar não é difícil, é só uma tomada de decisão

O difícil é mudar pelos motivos certos e eu durante demasiado tempo mudei por causa de outros. Quando um namorado meu há muitos anos terminou a nossa relação, eu decidi mudar de visual e cortar o cabelo, para lhe mostrar o que ele tinha perdido. E saí do cabeleireiro super gira por fora e péssima por dentro, porque a verdade é que aquela não foi uma mudança feita por mim, mas sim para os outros. E este é um comportamento que vejo muitas vezes, gostamos de nos mimar quando estamos em baixo, quando algo está errado, quando algo sai dos nossos planos ou quando simplesmente alguém não nos trata correctamente. Ora eu acredito cada vez mais, que é importante celebrarmos o nosso corpo e a nossa alma sempre que nos apetecer, ou seja não é preciso acontecer nenhum drama para que acordemos a dizer “vou mudar para mostrar o quanto sou incrível”.

Este fim de semana cortei o cabelo.

Não aconteceu nada de dramático nem de incrível. Não perdi nada nem ganhei o euro milhões, simplesmente senti vontade de mudar e decidi dar ouvidos a este desejo que já andava por aqui há umas semanas. E esta capacidade de mudar sempre que nos apetece, sem ter de existir uma data definida ou um motivo específico é uma coisa que agradeço muito ter conseguido conquistar, porque sinto cada vez mais que faço escolhas a pensar em primeiro lugar em mim e no meu bem estar. E não há nada de errado nesta dose de egoísmo sabem? Porque é quando aprendemos a respeitar-nos e a nutrir as nossas necessidades que conseguimos estar 100% preparados para dar mais de nós aos outros e com mais honestidade.

Sugestão
Sou grata a este corpo

Antigamente eu mudava para mostrar aos outros o quanto estavam a perder por me deixarem, ou para mostrar aos outros o quanto eu era forte. Hoje em dia eu mudo para mostrar a mim mesma que independentemente do tamanho do corte que faça, da cor que coloque ou do batom que use a maior mudança já se deu e foi uma profunda aceitação de que eu Vânia Duarte sou suficiente. E não há nada de mais belo na vida, do que esta capacidade de me aceitar por completo.

E esta foi a maior lição que tirei desde que decidi curar-me:

Muda sem datas consecutivas de início e sem prazos de validade. Muda porque te queres bem e não porque queres que gostem de ti. Muda não porque perdeste algo mas porque vais ganhar uma coisa muito maior que se chama paz interior e amor próprio. Muda porque sim. Sem mas. Sem medos.

RELATED POSTS

6 Comments

  1. Responder

    Daniela Soares

    Dezembro 17, 2018

    Foi uma óptima mudança Vânia e tens razão no que dizes, às vezes não vale a pena estar à espera do dia certo, às vezes o momento certo é mesmo hoje.:)

    Another Lovely Blog!, https://letrad.blogspot.com/

    • Responder

      vânia duarte

      Dezembro 21, 2018

      tal e qual querida Daniela, o momento certo para mudar é quando o nosso coração o sente 🙂

  2. Responder

    Mary

    Dezembro 22, 2018

    Sou a favor de que essas mudanças só nos fazem bem, mas é como tu dizes, quando mudamos por nós e para nós, não para agradar aos outros. O importante é estarmos em paz connosco, depois com os outros.
    Obrigada por me inspirares sempre, Vânia.
    Beijinho

    • Responder

      vânia duarte

      Dezembro 26, 2018

      obrigada eu por me leres 🙂 e sim, mudanças sempre sempre por nós 🙂

  3. Responder

    Mary

    Dezembro 22, 2018

    P.S. Adorei o teu corte, estás linda!

    • Responder

      vânia duarte

      Dezembro 26, 2018

      obrigadaaaaa 🙂

LEAVE A COMMENT

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.