Bless Woman Conference: Ser mulher de coragem?

bless woman conference mulher de coragem

O que é para ti ser uma mulher de coragem? Alguma vez paraste para pensar nisso? Achas que és corajosa? Achas que devias trabalhar mais nesse sentido?

Tenho pensado muito nisto, desde que a Susana me convidou para fazer parte do incrível painel de speakers da Bless Woman Conference. Não só porque continuo a sentir-me uma verdadeira menina ao lado daquelas mulheres todas que vão estar presentes mas acima de tudo porque quando comecei a reflectir sobre coragem  que sempre existiu em mim uma grande dualidade.

bless woman sessão fotografica mulher coragem

Porque para muita gente eu sempre fui vista como corajosa.

Sempre fui a primeira a oferecer-me para uma qualquer ideia louca ou para ajudar. Sempre fui a primeira a querer experimentar uma comida estranha ou uma bebida nova. Sempre fui a primeira a reivindicar aquilo que eu via que não estava bem.

Mas a verdade ,é que os olhos só vêem aquilo que queremos mostrar, e eu por trás da imagem de rapariga simpática e de riso fácil que adora uma boa conversa, sempre escondi a vergonha que sentia de ser eu. E acabava por colmatar essa vergonha colocando os outros sempre em primeiro plano na minha vida. Talvez para me mostrar que afinal apesar de aos meus olhos eu ser muito imperfeita, até tinha algo de bom.

Até que a vida muda.

A vida trata de te dar aquilo que mereces quando estás preparada para o aceitar. A vida acima de tudo trata de te mostrar, quando está efectivamente na hora de subires ao palco e mostrares que vales muito mais do que pensas.

ter coragem de me celebrar enquanto mulher

Este ano fiz 32 anos. E sinceramente já não me lembrava há quanto tempo não me sentia verdadeiramente em paz num aniversário. Eu gosto de fazer anos. Sempre gostei. Mas nunca os celebrei com pompa e circunstância, porque nunca me amei o suficiente para celebrar o bom que é ser eu.

Mas este ano foi diferente.

A paz que eu sinto ao olhar-me ao espelho é reconfortante. É algo tão novo, tão único e especial na minha vida que às vezes sinto que estou efectivamente a sonhar. E por isso este ano decidi celebrar-me. Celebrar-me em todo o meu esplendor.

Celebrar estes 32 anos tão ricos, tão cheios de vida. Tão cheios de muitos altos e baixos, que acabaram por me dar ferramentas poderosas para ajudar outras mulheres a acreditarem na sua própria singularidade. Decidi então, celebrar os 32 como se fossem efectivamente o meu primeiro ano de vida. De uma vida plena e feliz percebes?

E foi exactamente aí que aconteceu esta sessão. Já deves ter visto fotos bonitas como estas pelo blogue mas nunca te falei delas a fundo. Resolvi guardar algumas para este post especial.

Um post cheio de coragem.

Porque para mim sempre foi muito complicado expor-me desta forma. E por isso se me dissessem há algum tempo atrás, que eu falaria com a incrível Susana para fazermos esta sessão, eu diria que estavam loucos. Sempre odiei fotos. Ou melhor sempre odiei ver-me em fotos. A crítica ao meu físico sempre foi uma constante. O nariz grande, os dentes grandes, o rabo e as ancas grandes e a barriga proeminente, sempre foi isto que me saltou à vista em todas as fotos que me tiravam. E por mais bonitas que estivessem a minha primeira acção, era procurar defeitos, quase como uma afirmação de “eu não valho nada”.

sessão fotografica praia da adraga

Mas eu estou efectivamente diferente.

E quis celebrar esta mudança. Grava-la para sempre. Para um dia mais tarde olhar para trás e me orgulhar da coragem que tive em ir para a praia da Adraga numa manhã gelada de Setembro, comer um pequeno almoço delicioso, caminhar pela praia vazia enquanto a Susana fazia a sua magia.

Esta sessão foi libertadora. Foi um misto de emoções. Ri com todos os dentes que tenho sem temer os tais dentes grandes que sempre critiquei. Corri, caminhei, meditei, rezei e chorei. Chorei imenso ao sentir que o medo de me viver em pleno estava a ser levado com o vento naquela manhã. Chorei porque finalmente percebi aos 32 anos, que a verdadeira beleza transparece quanto tu tens coragem para admitir que és suficiente. E que acima de tudo nada nem ninguém, vale mais do que a tua dignidade como ser humano.

feliz a caminhar na praia da adraga

Deixei as emoções virem dançar na minha pele.

Acabei por me esquecer que a Susana lá estava em muitos momentos e acabei a rir sozinha. A chorar sozinha e a dançar como uma criança livre. Porque na realidade eu sempre adorei dançar. E sempre o fiz às escondidas em casa  – ainda hoje danço muito em casa – porque sempre tive vergonha que olhassem para mim. Mas nesta manhã eu dancei com todo o meu corpo e acima de tudo com toda a minha alma.

ser mulher livre e de coragem

E tive coragem para admitir que caramba, eu sou sim uma mulher muito bonita e tenho de celebrar esta singularidade que é, eu ser eu, sem ter medo que me achem egocêntrica. Investir em mim. Na minha essência. Na descoberta desta nova Vânia que tanto me tem ensinado. Investir no prazer de me celebrar e de aprender a apreciar a minha própria companhia. Foi isso que fiz nesta manhã e exactamente por me sentir tão feliz é que estas fotos estão tão bonitas.

Sim a Susana tem um dom para fotografar. Mas se eu não estivesse realmente conectada comigo estas fotos nunca teriam feito assim. Porque a Susana só puxou para fora a beleza que já existia em mim. Mas eu tive efectivamente de ter coragem para admitir que me amo profundamente e que merecia uma sessão destas.

E por isso gostava de te deixar esta questão: há quanto tempo não investes em ti. Na tua beleza, na tua alma?
bless woman conference fotografia

Há quanto tempo não te celebras?

Há quanto tempo não desfrutas de beleza que é a tua própria companhia? Há quanto tempo não deixas a coragem falar mais alto e das aquele passo que há tanto tempo queres dar?

Se a resposta é há muito lembra-te que vais sempre a tempo de mudar. Eu estive 32 anos para aprender a abrir os braços a esta coragem de me celebrar. Por isso está nas tuas mãos, dares ouvidos ao que te vai no peito e pulares bem alto.

E podes dar início a essa mudança interior começando a investir mais em ti e vires à super Bless Woman Conference no dia 14 e 15 de Outubro onde vais ouvir histórias de mulheres muito inspiradoras e quem sabe não ganhas coragem suficiente para fazeres uma sessão cheia de amor próprio com a Susana e a Margarida uma verdadeira equipa de sonho de que te vão mostrar o quanto és bonita.

Garanto-te que nunca mais serás a mesma.

RELATED POSTS

LEAVE A COMMENT