Quando a motivação te falhar reprograma a tua mente e vai com tudo

como ganhar motivação para treinar

Hoje falo para ti que estás sem motivação.

Que treinas. Que te alimentas bem. Que tens ambições mas por alguma razão escorregaste no teu percurso, deste um passo para o lado e pensaste em desistir.

Falo para ti como posso falar directamente para mim

Acredita, eu sei bem o que é achar que não vale a pena. Sei bem o que é não ter motivação. Sei bem o que é achar que me esforço tanto para uma recompensa tão pequena. Sei melhor ainda o que é sentir que dou tudo de mim em cada treino e que o corpo simplesmente não reage. Sim eu sei a frustração que isto é, sei o que é ter objectivos e sentir que é tudo em vão. Que só funciona com os outros e que nós por alguma razão misteriosa nunca vamos conseguir sair de onde estamos.

Sei disto, mas também sei que se pensar racionalmente isto é normal e faz parte. Porque nenhum caminho é linear. Porque nenhum corpo é igual e não reage da mesma forma. E é normal em qualquer processo de mudança física haver um abrandar de resultados.

Eu sempre lidei muito mal com esta falta de motivação

E consigo admitir isso, foram várias as vezes em que me dediquei de cabeça, tronco e membros a um plano e quando o meu corpo deixava de reagir, só conseguia ver tudo aquilo que não tinha conseguido e entrava numa espiral de autodestruição que normalmente, culminava comigo a enfardar como uma verdadeira lontra para apaziguar esta minha alma insatisfeita.

Eu entendo perfeitamente todas estas sensações

Entendo a angustia de um Domingo à noite. Em que damos por nós a fazer um apanhado do nosso fim de semana cheio de gula, num processo de chibatadas psicológicas e vemo-nos mais uma vez a entrar na semana com promessas que agora é. Também entendo o que é olhar para o nosso corpo e sentir que não reflecte aquilo que treinamos. Pior ainda entendo o que é sentir que os outros olham para nós com aquele olhar de “a sério que para o que treinas não tens uns braços mais definidos?”, acredita eu entendo.

Mas queres saber uma coisa, que tenho aprendido desde que assumi que tinha um problema com comida e precisava de ajuda? Que tudo isto faz parte. E está nas nossas mãos ter a capacidade de conseguir filtrar só aquilo que realmente interessa.

Podes pensar que isto é uma frase feita. Mas acredita que é a mais pura das verdades. Eu senti muito isso na pele no último ano. Porque deixei de treinar ou comer só para agradar os outros. E passei a fazê-lo única e exclusivamente para mim. Porque decidi abraçar treinos que me fazem mais feliz, em vez de estar contrariada num ginásio. Só porque nos últimos dois anos parece que quem não faz musculação é um alien. E acima de tudo tenho feito um exercício muito intenso de aceitar as minhas vitorias por mais pequenas que sejam. E quando sinto que por alguma razão estou a deixar-me ir, paro. Vejo fotografias mais antigas. E interiorizo para mim mesma que, mais devagar ou mais depressa, eu estou longe de onde já estive.

Por isso tu que estás ai

Que te sentes triste, porque achas que nunca vais mudar e que nada disto vale a pena, sacode essa poeira. Levanta a cabeça e vai com tudo. Reprograma a tua mente e procura novos estímulos. Treina como se a tua vida dependesse disso. Para quando tiveres de parar.  Ouve o teu corpo quando te diz que podes dar mais. Ou quando te diz que está na altura de descansar. Come suficientemente bem para conseguires aceitar com tranquilidade, que não é o chocolate ou a pizza do fim de semana que vão travar o teu progresso e acima de tudo interioriza que não és mais fraca do que ninguém porque tiveste um desvio no teu caminho.

Podes não ter os abdominais mais definidos do mundo, mas de uma coisa não tenhas duvidas, cada dia que não desistes, é mais um que juntas aos muitos em que decidiste fazer o melhor por ti. Por isso quando te faltar a motivação, VAI COM TUDO.

RELATED POSTS

4 Comments

  1. Responder

    Francisca Gonçalves

    Agosto 3, 2017

    Vânia, na minha opinião este texto está fenomenal e não se aplica apenas à atividade física. Eu, por exemplo, revi-me bastante no que toca à vida escolar/académica. E só tenho a agradecer pelo que foi escrito. Vou guardar este texto para ler sempre que me sentir mais em baixo e desmotivada. Obrigada. ♥
    Beijinho grande.

    • Responder

      vânia duarte

      Agosto 4, 2017

      Olá Francisca 🙂 Que bom saber que te te identificaste com o que escrevi e sem dúvida que a falta de motivação se pode aplicar em imensas áreas e está nas nossas mão procurar sair do marasmo em que ás vezes caímos 🙂

      obrigada por me leres, um grande beijinho.

  2. Responder

    Sónia Gonçalves

    Agosto 4, 2017

    Gostei muito de ler o seu texto! Para mim a motivação é o ponto principal, temos de encontra-la e bem dentro de nós. E seguir em frente!! Partilho o meu Blog “saudavelmente apaixonada”, poderá ter interesse de seguir. Obrigada 😊

    • Responder

      vânia duarte

      Agosto 9, 2017

      Sem dúvida que encontrar a nossa motivação é mesmo a parte mais importante para nos mantermos plenos e focados no caminho 🙂 beijinhos e com certeza vou visitar.

LEAVE A COMMENT