Chega de poções mágicas

Estamos numa época perigosa, mais comida, mais doces, mais tentações, muitos jantares e eu sei bem o que isto tudo nos faz à cabeça, especialmente no pós. Acredita que sei profundamente o que é sentirmo-nos inchadas, cheias de prisão de ventre ou excesso de gases – lamento não é glamoroso mas é verdade – por todas os excessos que cometemos nas férias ou nestas épocas festivas e depois de muito nos auto flagelarmos sabemos que temos de agir antes que aquelas perigosas calorias se alojem para sempre nas ancas e no rabo.

Sim, sim sei muito bem o que é isto e sei bem o que é começar a olhar para todos os produtos de tão fácil acesso e começar a pensar duas vezes naquele drenante que até é tão fácil de beber, ou num cházinho milagroso para queimar gordurinhas.

Vamos ser sinceras ok? Achas que se esses comprimidos que nos vendem por ai fizessem realmente efeito ou se o segredo para as gordurinhas desaparecerem como por milagre fossem os mil chás detox que são vendidos a preços escandalosos realmente funcionassem haviam pessoas gordas?

Atenção que eu não sou contra chás, eu sou viciada em chás e todos os dias bebo chá de cavalinha, dente de leão ou hibisco, mas estes chás custam no máximo 2€ e eu não estou à espera que me emagreçam, bebo-os como forma de me ajudarem na retenção de líquidos, o que eu sou contra é uma nova onda de planos detox de chás e sumos que custam os olhos da cara, e são pura e simplesmente um engano.

Sim a balança dá-te menos peso, porque andas durante um dia ou mais a consumir só líquidos e a perder líquidos, portanto assim que voltas a comer o número da balança volta ao mesmo (pelo meio perdeste também massa muscular, portanto parabéns, estás mais magra e mais flácida).

Já repararam numa simples coisa, este tipo de produtos tem o seu auge de vendas a seguir ao ano novo, antes do Verão e depois do Verão, curiosamente são épocas em que as pessoas decidem fazer resoluções como vou emagrecer em 2017, ou vou emagrecer para o bikini e começam a ter mais cuidado com a alimentação (sim deixam de enfardar fatias douradas e passam a comer grelhados com salada e sopas), regressam ao exercício com determinação e curiosamente começam emagrecer. Agora digam-me, isto acontece por causa da pílula mágica que promete desintoxicar-vos a alma, ou porque vocês estão mais focados em treino e alimentação?

Ah e não me venham com a história que só usam este tipo de coisas para dar uma ajudinha a acelerar metabolismo, que eu atiro-me para o chão. Querem acelerar o metabolismo, adicionem um pouco mais de canela aos vossos pequenos-almoços ou lanches, consumam gengibre, pimenta cayene, óleo de côco e acima de tudo mexam-se, não usem comprimidos como desculpa para “uma ajudinha extra”. A ajudinha extra está naquele pedaço a mais de chocolate que não comeste ou naquele dia que decidiste não falhar o treino, não está num frasco.

Por isso esquece os comprimidos, agarra nesse dinheiro que basicamente atiras para o lixo, vai comprar uma roupa de treino gira e começa a treinar,  agarra nesse dinheiro que vais gastar em falsas promessas, compra legumes, compra boas fontes de proteína e começa a comer bem, agarra nesse dinheiro e se sentes que precisas de ajuda, procura um nutricionista e investe numa reeducação alimentar à séria e não numa qualquer solução temporária, vais ver que no fim de contas até és capaz de poupar mais e tens acima de tudo resultados sólidos e verdadeiros. 

Dezembro 10, 2016

RELATED POSTS

LEAVE A COMMENT