Só vale a pena se for por ti.

Isto é provavelmente a maior verdade que tenho aprendido nos últimos tempos acreditem, que todo o esforço, todo o suor e as lutas interiores entre manter uma alimentação saudável versus querer devorar um pacote inteiro de frutos secos, só faz sentido quando é feito por nós e para nós.
Não foi uma coisa que aceitei assim de um dia para o outro e há dias em que parece que me esqueço um bocado, mas tenho mesmo tentado interiorizar isto e parece que quanto mais o faço, mais leve me sinto especialmente quando falho treinos.

Sabem eu acho que as partilhas de vida, de experiências e de rotinas são boas e eu adoro fazê-lo, mas nos últimos tempos há quase uma obsessão estranha de meio mundo para transmitir uma imagem de perfeição e de dia-a-dia perfeito que me incomoda um bocado, especialmente porque sei que tal como eu já estive num buraco bem fundo onde me martirizava de cada vez que não comia 100% bem, há imensas pessoas a afundarem-se todos os dias em determinados parâmetros que são criados. 
Eu admiti que tinha problemas emocionais com a comida, admiti que levei o exercício para um nível de obsessão que não me fez nada bem, e nos últimos tempos por essa internet fora, tenho assistido a imensas meninas a terem grandes crises de identidade por se sentirem assoberbadas com a obrigação de estarem bem, de comerem bem e de não falharem uma ida ao ginásio. É assustador mas é verdade, e se antigamente havia um padrão de beleza muito magro imposto por modelos, hoje em dia os padrões mudaram mas não as imposições de se ter o abdominal mais traçado ou o rabo mais duro da galáxia. O pior disto tudo é que quanto mais contas “fitness” sigo, mais percebo que há muita gente a sofrer de Overtrainning ou de ortorexia, há sobretudo muita gente com corpos maravilhosos que continua à procura de um qualquer santo graal e o estranho é que quanto mais perto estão mais insatisfeitos se sentem. 
“É assustador … hoje em dia os padrões mudaram mas não as imposições de se ter o abdominal mais traçado ou o rabo mais duro da galáxia. “
Uma coisa que já consegui aceitar para mim é que não faz mal falhar treinos, não faz mesmo acreditem. Eu adoro treinar e por norma sou muito regular, mas há alturas em que até eu me sinto mais cansada ou pura e simplesmente me apetece ficar na cama, e se antigamente isto acontecia e eu passava o dia todo a achar que era fraca, hoje em dia comecei a aceitar que não posso ser escrava do exercício nem da alimentação, e esta foi sem dúvida das maiores vitórias que alcancei nos últimos tempos. 
A outra foi assumir para mim mesma que quero ser saudável, quero conseguir equilibrar-me por mim, pelo meu amor próprio e para me fazer ver que apesar de ter caído, eu consigo erguer a cabeça e voltar a sentir-me bem na minha pele, mesmo que ela não esteja tão seca e definida como estava no início do ano, porque a verdade é que eu não fui mais feliz (muito pelo contrário) quando atingi o suposto patamar a que me tinha proposto, e este fim de semana dei por mim a apreciar-me no espelho, com mais massa gorda do que tinha no início do ano e sem abdominais e digo-vos do fundo do coração: eu gostei do que vi.
“Porque a verdade é que eu não fui mais feliz (muito pelo contrário) quando atingi o suposto patamar a que me tinha proposto…”
E a isto meus caros, a isto eu chamo evolução, porque por mais momentos menos bons que possam às vezes existir, nada me tira esta alegria de estar finalmente a aprender a amar-me. 
Por mim e para mim:)
Outubro 17, 2016
Outubro 20, 2016

RELATED POSTS

8 Comments

  1. Responder

    Dianinha Gomes

    Outubro 17, 2016

    tem sido um verdadeiro prazer ler os teus posts e partilhar as tuas conquistas e os teus medos. Obrigada por mostrares sem medos que nem sempre a vida é cor-de-rosa.

    beijo grande

    • Responder

      lollytasteblogvania

      Outubro 18, 2016

      querida diana este teu comentário encheu-me o coração 🙂 muito obrigada por todo o carinho<3
      beijinhos grandes

  2. Responder

    Flicker

    Outubro 17, 2016

    Ainda bem que isso já acontece! Eu consegui isso muito rapido, amar-te! Foi, é e será sempre muito fácil para mim amar-te 🙂

    • Responder

      lollytasteblogvania

      Outubro 18, 2016

      🙂 sempre com as palavras certas <3

  3. Responder

    Diogo Marques

    Outubro 18, 2016

    ""Porque a verdade é que eu não fui mais feliz (muito pelo contrário) quando atingi o suposto patamar a que me tinha proposto…"

    A maior verdade é mesmo esta. Importante é estarmos bem e saber aproveitar o que temos.
    Eu estou fora do ginásio à um mês por lesão e tenho tentado manter a calma. Quando falhar um treino se torna um stress, algo está mal.

    Diogo Marques
    Blog: A culpa é das bolachas! | Facebook | Instagram | Zomato

    • Responder

      lollytasteblogvania

      Outubro 19, 2016

      sem dúvida diogo sermos escravos do ginásio não faz bem a ninguém 🙂

  4. Responder

    Bárbara Marques

    Outubro 25, 2016

    por apenas um texto prendeste-me a seguir o teu blog… parabéns… e espero que também consiga continuar nesta "evolução" boa e não escrava dos parâmetros que saem numa balança que nem sempre ditam saúde… obrigado 🙂 beijinhos parabéns pela partilha

    • Responder

      lollytasteblogvania

      Outubro 26, 2016

      muito obrigada pelo teu comentário Bárbara, nem imaginas o quanto fiquei feliz 🙂

      um beijinho muito grande para ti

LEAVE A COMMENT