Tailândia e Camboja – O início

Grand Palace  – Banguecoque
04 de Dezembro de 2014 início daquela que foi a melhor viagem da minha vida.
É incrível como o tempo passa rápido e que já foi há um mês que embarquei numa aventura pela Tailândia e Camboja. Uma viagem que demorou um ano a ser preparada e que assim que chegou, passou demasiado rápido para tudo o que devia ser visto e vivido.

Rotunda em Banguecoque
 Ayutthaya – Antiga capital da Tailândia
A viagem é muito longa, 15h30 a voar entre Lisboa – Frankfurt – Banguecoque e apesar das escalas terem sido curtas, tanto tempo de voo deixa qualquer pessoa de rastos, no entanto a excitação de chegar a um continente que há muito exercia um fascínio sobre mim, fez-me esquecer os pés inchados e o corpo dorido e quando aterrámos em Banguecoque dia 5 às 13h o meu coração estava aos pulos e acreditei mesmo que aquilo estava acontecer.
Tínhamos um transfer à nossa espera para nos levar ao Hotel e entre levantar mala, carimbar passaportes, preencher vistos e trocar alguns euros por bahts demorámos cerca de 1h30 a sair do aeroporto, mas assim que colocámos os pés fora daquelas portas foi impossível ficar indiferente ao calor e à humidade que se faziam sentir. Lembro-me claramente de ter dito que assim que chegasse ao hotel tinha de vestir uns calções e libertar os meus pés dos ténis porque com aquelas temperaturas era impossível pensar em vestir outra coisa. 
Angkor Wat – Camboja
Chegámos ao hotel perto das 15h30, a cidade é enorme e o trânsito caótico, portanto nesse primeiro dia optámos por explorar a zona, até porque com as horas de viagem que tínhamos em cima não nos apetecia ir para muito longe. Já sabia que dia 5 de Dezembro era feriado Nacional por ser dia do rei, e que os tailandeses gostam verdadeiramente dele portanto as ruas estavam cheias de altares, havia música, as pessoas vestiam-se de amarelo (cor da monarquia), haviam televisões no meio da rua sintonizadas no canal onde estava a ser emitida a festa em honra do rei, e assim sendo às 19h todos rezaram e cantaram os parabéns.
 Koh Ngai Island
 Koh Ngai Island
Ás 20h fomos jantar. Estávamos demasiado cansados para procurar um sítio para comer, portanto fomos a um restaurante perto do hotel onde comemos a refeição mais cara de toda a viagem – 20€ duas pessoas, com prato, bebida e sobremesa. Na Tailândia e no Camboja as comidas de rua são deliciosas e come-se muito bem com tudo incluído por 2€ (não estou a brincar foi o que pagámos sempre que comemos na rua), mas neste dia com o cansaço optámos pelo que estava mais perto.
Depois de jantar aterrámos na cama e dormimos até ao dia a seguir e como acertámos logo o sono nesta noite não senti qualquer efeito de Jet Lag, o mesmo já não posso dizer do regresso em que andei uma semana a acordar em horários muito estranhos, com fome de madrugada e sem fome às horas normais de refeição.
Esta viagem foi muito preenchida, muitos locais visitados, muitas fotos tiradas, o adaptar a uma realidade muito diferente da nossa, mas que me preencheu por completo e me deixou com a certeza que vamos voltar porque é impossível não amar a Ásia. 
Assim sendo e com tanto para contar este é o primeiro post, aquele que deixa um cheirinho do que por lá vivi, vão haver outros tantos que irão mostrar mais a fundo um pouco mais destes dois maravilhosos países. Há claro coisas que não se conseguem captar, os cheiros, os sons, a energia tão particulares de todos os locais por onde andei, essas são coisas que guardo na minha memória mas prometo tentar por palavras mostrar-vos, o porquê de ter caído de amores pela Tailândia e pelo Camboja.
Janeiro 5, 2015

RELATED POSTS

4 Comments

  1. Responder

    Ana Sofia Santos

    Janeiro 6, 2015

    essa praia
    lindaaaaaaaaaaaaaa

  2. Responder

    Inspired

    Janeiro 6, 2015

    Ficamos à espera! 😉

  3. Responder

    Ana Couceiro

    Janeiro 6, 2015

    Sem dúvida uma viagem que quero muito muito fazer 🙂 Vou gostar desta tua partilha!

  4. Responder

    Margarida Ribeiro e Silva

    Janeiro 11, 2015

    Depois de ver as fotografias que partilhaste ainda fiquei com mais vontade de visitar esta zona da Ásia 🙂 Acredito que tenha sido mesmo a viagem da tua vida e tenho a certeza de que se também conseguir ir a estes sítios, que vão ter um grande impacto em mim!

LEAVE A COMMENT