Porque uma vida saudável sem deslizes não tem metade da piada

E depois de ontem falar de magnum hot hoje é dia de balanço na alimentação.
E perguntam vocês, como anda a minha actividade física e a reeducação alimentar que comecei no início de Setembro?
E eu respondo que continua muito bem, apesar de nas últimas semanas ter sofrido um pequeno descarrilamento. Desde este último post, em que vos falei dos óptimos resultados que tinha conseguido que nunca mais voltei a escrever sobre o assunto, e desde aí já se passou mais de um mês.
Os treinos matinais continuam, apesar de na última semana devido ao frio ter-me dado uma preguiça aguda e não fui um único dia ao ginásio, mas como o frio veio para ficar já me mentalizei que vou ter de conviver com isto nos próximos meses e conseguir  continuar a sair da cama 3 vezes por semana às 06h30 da manhã mesmo que lá foram estejam 0 graus.
A alimentação essa é que anda um grande festival, o frio chega e só dá vontade de comer coisas saborosas e que nos confortem a alma (já para não falar no chocolate quente) e depois começam a chegar os jantares da empresa mais jantares de Natal e uma pessoa que antes de ir, promete que só vai comer coisas saudáveis, dá por si estranhamente com a boca numa mousse de maracujá e com um prato de míni pizzas na mão entre tantas outras coisas saborosas.
Enfim, este mês foi claramente mais desregulado a nível de alimentação, mas estranhamente a minha avaliação mostrou que a massa gorda voltou a baixar (estou agora com 23% quando em Outubro estava com 25%), o músculo aumentou, voltei a perder centímetros em todo o corpo e o meu gasto calórico em repouso aumentou muito mesmo o que é óptimo, ou seja o meu metabolismo nos últimos meses tornou-se muito mais rápido.
Estes resultados fizeram-me perceber que ter uma alimentação correcta e praticar regularmente exercício físico, dá mesmo resultados, não só físicos mas acima de tudo mentais. Há uns meses atrás estaria a martirizar-me por todos os deslizes que cometi nas últimas semanas, mas depois de perceber que podemos permitir-nos cometer alguns excessos se mantivermos um estilo de vida saudável, fez-me aceitar os meus deslizes com naturalidade e isso para mim é de facto uma grande vitória.
Entretanto está a chegar a época natalícia e já se sabe que é complicado manter uma alimentação 100% saudável nesta altura, portanto os próximos tempos vão ser mais regrados para que possa desfrutar em pleno desta época familiar sem remorsos e culpas.
E não que seja uma expert nestes assuntos longe disso mesmo, mas o que tenho aprendido nos últimos tempos com a mudança física que estou a sofrer aos poucos é que se estivermos mentalmente receptivos a aceitar que os deslizes também existem, as coisas tornam-se mais fáceis e deixamos oficialmente de fazer dieta para ter durante todo o ano uma alimentação saudável sem sofrimento.
Novembro 28, 2013

RELATED POSTS

2 Comments

  1. Responder

    Ana Couceiro

    Novembro 27, 2013

    Vou tomar banho e sair para o ginásio, tem que ser!! 🙂

  2. Responder

    Rosie

    Novembro 30, 2013

    Nem imaginas o quanto adorei ler este post Vânia, mesmo!

LEAVE A COMMENT