Dos madrugadores

Acordar cedo, um tema muito sensível para a maioria das pessoas.
Sou uma pessoa matinal, sempre fui desde que me lembro. Sempre gostei de acordar cedo, talvez por achar que conseguia fazer muitas coisas e o dia demorar mais a terminar, e por isso é raro o dia em que tenho o chamado “mau acordar”.
Para mim faz sentido dormir umas boas horas de sono, no meu caso entre 7 a 8 para ficar revigorada e encarar o dia pela manhã, funciono melhor assim, sinto que sou mais rápida a pensar, tenho muito mais destreza e estou mais predisposta para fazer coisas, mesmo no trabalho as minhas manhãs são sempre bem mais produtivas.
Por ser uma pessoa matinal, o exercício começou a fazer sentido antes do trabalho. Óbvio que não foi uma decisão tomada assim com toda a descontracção, pois apesar de tudo, sempre fiz exercício ao final do dia, mas com o novo desafio profissional no início do ano vieram horários muito longos e pouco tempo para mim. 
Fazer exercício sempre me deu prazer e ao início como não conseguia conciliar trabalho com treinos andava rabugenta, até que percebi que se queria manter os treinos teria de os mudar para a única altura do dia em que conseguia dedicar-me a eles – antes do trabalho.
Confesso que ao início não foi fácil, pensar que ia acordar uma hora mais cedo para ir ao ginásio, quando podia estar perfeitamente na cama a dormir mais um bocadinho, por isso comecei com baby steps e se normalmente acordava às 8.30h para o trabalho passei a acordar meia hora antes e apenas fazia uns pequenos exercícios por casa. Depois disso, fui reduzindo e ao final de duas semanas já não me custava acordar às 07.20h para ir ao ginásio.
Entretanto as férias de Verão terminaram, Lisboa voltou à normal confusão e eu comecei a apanhar muito mais trânsito que o normal, portanto tinha de começar a sair mais cedo do ginásio e como não queria reduzir no tempo de treino, voltei às reduções graduais na hora de acordar, primeiro para as 07h, depois para as 06h50 e hoje em dia acordo 3 vezes por semana às 06h35, tomo o pequeno -almoço calmamente e sigo para o treino.
Vou ser sincera, não é fácil claro, mesmo quando já nos habituámos há dias em que olhamos lá para fora (principalmente antes da hora mudar) e o facto de estar tudo escuro só dá vontade de voltar para a cama, mas com o tempo acabamos por entrar nesta rotina e sinto claramente que nos dias em que não vou ao ginásio custa-me muito mais engrenar no trabalho, e como acabo por ter alguns dias muito longos, o ginásio é uma forma de escape, é como se fizesse alguma coisa de diferente durante a semana mesmo sabendo que não deixa de ser uma rotina. 
Para ajudar, deixo sempre tudo pronto no dia anterior, comida para o dia de trabalho, saco do ginásio e roupa para vestir após o treino, assim preocupo-me apenas em tomar um bom pequeno almoço pré-treino e seguir sem stress para me exercitar.
Os benefícios conhecidos do treino matinal são mais que muitos, desde redução de olheiras, metabolismo mais rápido, mais disposição para o trabalho, menos excessos alimentares cometidos durante o dia, uma pele mais bonita entre muitas outras coisas, e para quem pensa que se chega ao trabalho cansado, posso garantir que não. Eu faço treinos bem puxados e depois do banho sinto-me com energia extra e encaro o dia de trabalho muito melhor. 
Para quem gostava de começar a acordar mais cedo, o melhor conselho que posso dar é começarem com pequenas reduções no vosso horário normal e aos poucos vão chegar à hora que pretendem sem más disposições e sensação de poucas horas de sono.
Outubro 30, 2013

RELATED POSTS

3 Comments

  1. Responder

    Karina sem acento

    Outubro 31, 2013

    Eu não sou nada madrugadora. Não preciso de dormir muitas horas, mas gosto muito mais de ir para a cama tarde e acordar tarde. De manhã nunca me consigo concentrar muito bem e só depois de almoço é que o meu trabalho começa a correr bem, principalmente agora que estou como freelancer. E gosto de trabalhar à noite. Mesmo assim, como por cá os horários são ligeiramente diferentes, levanto-me todos os dias cedo e tento ao máximo habituar-me a este ritmo. Não é fácil, nem sempre consigo. Mas com jeitinho a coisa vai lá.

  2. Responder

    Ana Couceiro

    Outubro 31, 2013

    Eu trabalho mil vezes melhor a noite! Produzo o triplo.. Acho que depende imenso de pessoa para pessoa. O que eu acho super importante é mesmo o tempo que dormimos, isso sim é precioso 🙂
    http://allaboutmakemehappy.blogspot.pt/

  3. Responder

    Ju Figueiredo Silva

    Novembro 4, 2013

    Eu também sou muito mais produtiva de manhã, sem qualquer dúvida.. no entanto, custa-me horrores, acordar com o despertador…até posso dormir menos horas, mas tenho que acordar por mim… no entanto, apesar de não dormir assim muitas horas à noite, é um facto que adoro dormir, e as sestinhas? hummm, uma maravilha!

LEAVE A COMMENT