Um país consumido

Hoje escrevo
este post com um nó na garganta e com o coração apertado. O nosso
país está a arder, estamos literalmente a viver um verdadeiro
inferno como há muito tempo não me lembro, e pior do que isto está
a afectar directamente as minhas raízes, o local onde passei a minha
infância a minha querida Serra do Caramulo.
Há mais de 8
dias que estes fogos postos por mãos cruéis. estão a destruir uma
das serras mais bonitas do nosso país. Aldeias onde brinquei, onde
tenho conhecidos, onde a minha família vive estão em risco, duas
bombeiras já lá morreram, e corporações inteiras muitos deles
voluntários, continuam a lutar contra o cansaço, fome e calor para
tentar travar mãos criminosas ou deverei pensar também em
interesses económicos?
De uma forma ou
de outra, não consigo conceber que alguém consiga realizar um acto
destes, destruir todo um ecossistema, colocar em risco centenas de
pessoas porque se é simplesmente doente, sem escrúpulos e baixo
muito baixo.
Sinto-me de
luto, e sinto-me cada vez com menos fé no ser humano, é cruel
assistir a isto tudo, saber que as nossas corporações estão sem
meios, sofrem cada vez mais cortes devido ao estado deste país
deprimente e mesmo assim continuam lá, há dias e dias a lutar
contra pura maldade, juntamente com tantos populares que têm
ajudado.
Portanto hoje,
quero homenagear, todas as mulheres e homens Bombeiros que têm
bravamente combatido os incêndios que nos assolam, quero agradecer
por não desistirem, apesar do cansaço que devem sentir e da revolta
também, obrigada pela dedicação e coragem.
Quanto a nós
que assistimos a isto no conforto das nossas casas, ajudem as
corporações da vossa residência, levantem-se, percam 20 minutos de
praia este fim de semana e procurem saber o que eles precisam,
comida, água, dinheiro, contribuam com o que puderem mas façam-no,
não digam que sim e continuem o vosso caminho, só porque não vos
toca directamente, porque se há melhor forma de honrar quem já lá
perdeu a vida, é também nós sermos um pouco mais altruístas.
Agosto 28, 2013
Setembro 2, 2013

RELATED POSTS

5 Comments

  1. Responder

    Ana Couceiro

    Agosto 30, 2013

    coração pequenino pequenino pequenino 🙁 tou fartinha de chorar!!

    http://allaboutmakemehappy.blogspot.pt/

  2. Responder

    Joana

    Agosto 31, 2013

    Vânia, partilho exactamente do mesmo sentimento que tu. Estou neste momento a falar com uma amiga sobre este assunto. É triste que tudo isto esteja a acontecer e não consigo deixar de sentir que muito poderia ter sido evitado se tivéssemos mais segurança no nosso país. Uma maior vigilância das florestas. Leis mais pesadas face aos incendiários. Limpeza das matas.

    O meu coração fica triste por ver todas as perdas humanas, de fauna e de flora que estes incêndios estão a custar. Só rezo para que a chuva venha em força, nem que seja só o suficiente para terminar este inferno.

  3. Responder

    Texas Jack Suegro

    Agosto 31, 2013

    De facto, é em anos como este que nós nos damos mais conta do valor e da coragem dos Soldados da Paz. Merecem toda a nossa homenagem e solidariedade! Mas o problema dos incêndios de verão no nosso País terão que ter outra abordagem, muito mais focada na prevenção do que no combate, até porque sai quatro vezes mais barata. E, a meu ver, há muitas formas de prevenção, tais como:
    – punir exemplarmente e com muito mais firmeza os crimes de fogo posto;
    – levar a cabo, durante a época baixa dos incêndios, acções de formação dos Bombeiros, que os habilitem a lidar melhor com as nuances traiçoeiras do fogo;
    – motivar os proprietários de zonas florestais a fazerem as necessárias limpezas dos seus espaços (e aplicar coimas aos faltosos);
    – finalmente, criar um verdadeiro programa nacional de vigilância e patrulhamento das nossas florestas, com especial incidência nos meses de junho a setembro, dotado dos meios de mobilidade, comunicação e visão adequados, e envolvendo bombeiros, militares, elementos civis (por ex. estudantes durante as férias de verão), etc.
    É isto o que eu penso sobre este recorrente flagelo. Antes que muitas das nossas mais belas serras e florestas se transformem em autênticas paisagens lunares! Bjs

  4. Responder

    melody

    Setembro 1, 2013

    Esta a ser terrível este ano. É algo tão revoltante e tão frustrante… Como é que o ser humano é tão má, tão cruel, tão baixo….? É algo inexplicável. E sabes, o teu ultimo parágrafo tem toda a razão! Não o fiz este fim‑de‑semana mas vou fazê-lo, vou procurar saber em que posso ajudar a "minh" corporação e agir. Nem que seja só agradecer por terem tratado da minha serra de Sintra que esteve ontem a arder.

    Bom post Vânia, muito bom post!

  5. Responder

    Ângela Ferreira de Sousa

    Setembro 3, 2013

    Infelizmente estes actos além de serem de pura maldade também têm um grande interesse económico, pois muitos dos culpados ainda ficam a lucrar com os incêndios.
    É triste, é realmente triste que o Homem seja um ser tão baixo e tão sem escrúpulos, mas há sempre raras exceções, como os nossos bombeiros, e juntos somos mais…

LEAVE A COMMENT